Esta especialidade privilegia a abordagem e a compreensão do doente como um todo, nas complexas interacções dos vários órgãos e sistemas afectados. Tem um papel fulcral na articulação e coordenação da contribuição das várias especialidades que possam ser necessárias na assistência aos utentes.
Dado englobar as patologias dos vários órgãos e sistemas a Medicina Interna é o pilar clínico de qualquer unidade médica uma vez que tem a capacidade de “gerir” o doente internado e de se articular com as outras especialidades.
Dada a sua formação abrangente os especialistas de Medicina Interna dedicam-se não só à prevenção mas também ao diagnóstico e tratamento de situações não cirúrgicas bem como situações críticas onde a falha de vários órgãos domina.
Em paralelo com as situações emergentes, a medicina Interna estende a sua atividade aos cuidados paliativos em utentes com doença crónica.
Conte com a nossa especialista, ela irá ajudar.

Tem alguma dúvida?

Envie-nos as suas questões, nós esclarecemos.